Dispositivos de proteção contra surtos para a fonte de alimentação

Proteção contra sobretensão tipo 1, tipo 2 e tipo 3 para fontes de alimentação

A proteção contra sobretensão do tipo 1, 2 e 3 protege contra falhas e defeitos decorrentes de sobretensões. Sem uma proteção eficaz é necessário contar com custos elevados associados a falhas da instalação. Na pior das hipóteses, têm de ser reparados ou substituídos os dispositivos afetados. Com o conceito de vários níveis da Phoenix Contact as instalações e equipamentos são protegidos de forma eficiente.

Mais informações

Suas vantagens

  • Aplicável em todos os sistemas de fonte de alimentação comuns, graças a componentes de alto desempenho
  • Máxima disponibilidade da instalação graças à tecnologia de centelhador sem corrente sequencial de rede
  • Proteção contínua em todos os níveis de proteção graças a dispositivos de proteção ajustados entre si
  • Instalação com economia de espaço e de custos através do formato estreito
  • Saber o que se passa o mais cedo possível – graças à verificação atempada dos dispositivos de proteção plugáveis
  • A proteção contra sobretensão para fontes de alimentação faz parte do sistema COMPLETE line
A família de produtos Safe Energy Control

A família de produtos Safe Energy Control

O programa de produtos Safe Energy Control

A família de produtos SEC (Safe Energy Control) é sinônimo de durabilidade extraordinária e desempenho máximo na área da proteção contra raios e contra sobretensão. Graças aos spark gaps líderes ao nível tecnológico oferecemos uma proteção ininterrupta de sua instalação. A coordenação direta entre spark gap e varistor nos protetores contra raios e surtos combinados special garante a máxima proteção de seus equipamentos sensíveis – mesmo com sobretensões dinâmicas. Simultaneamente, a família oferece o primeiro dispositivo de proteção contra surtos do tipo 3 com tecnologia de conexão push-in em todo o mundo, para uma instalação simples e rápida. O design uniforme e compacto e a utilização sem fusível de entrada complementam a família SEC.

Dispositivo de proteção contra surtos tipo 1+2 – FLT-SEC-P-T1-3S-350

Protetor contra raios e surtos combinado tipo 1+2 – FLT-SEC-P-T1-3S-350

Protetores contra raios e surtos combinados tipo 1+2

Cada dispositivo de proteção contra raios tipo 1 cumpre os elevados requisitos no que respeita à sua capacidade de descarga. Mas ao mesmo tempo, ele é também um dispositivo de proteção contra surtos (SPD) tipo 2. A atribuição da classe de verificação II a um dispositivo de proteção contra raios tipo 1 é uma informação redundante e não confere uma qualificação adicional. Por conseguinte, os dispositivos de proteção deste tipo se designam de protetores contra raios e surtos combinados (SPD tipo 1+2). Um protetor contra raios e surtos combinado é portanto um dispositivo de proteção que cumpre ambas as classes de verificação.

Dispositivo de proteção contra surtos Protetor contra raios e surtos combinado tipo 1+2 special – FLT-SEC-T1+T2-3S-350

Protetor contra raios e surtos combinado tipo 1+2 special – FLT-SEC-T1+T2-3S-350

Protetor contra raios e surtos combinado tipo 1+2 special

O protetor contra raios e surtos combinado tipo 1+2 special se distingue fundamentalmente do protetor contra raios e surtos combinado tipo 1+2. Pois o protetor contra raios e surtos combinado tipo 1+2 special contém dois dispositivos de proteção autônomos que estão conectados em paralelo em espaço reduzido. O spark gap com comutação de tensão (SPD tipo 1+2) funciona da melhor forma com um varistor com limitação de tensão (SPD tipo 2). Assim, dois dispositivos de proteção autônomos em um bloco compacto asseguram um comportamento de resposta ideal, a melhor proteção da instalação e uma longa vida útil operacional dos componentes.

Dispositivo de proteção contra surtos tipo 2 – VAL-SEC-T2-3S-350

Dispositivo de proteção contra surtos tipo 2 – VAL-SEC-T2-3S-350

Dispositivos de proteção contra surtos tipo 2

Os dispositivos de proteção contra surtos (SPDs) do tipo 2 são habitualmente instalados em subdistribuições ou quadros de comando de máquinas. Eles compõem o segundo nível de proteção em um conceito de proteção contra sobretensão de três níveis. Os SPDs do tipo 2 têm de poder proteger de modo seguro de sobretensões de quedas de raios indiretas ou operações de comutação. As sobretensões por operações de comutação são frequentemente muito dinâmicas e muito mais frequentes do que as sobretensões por raios. Neste caso é indicada uma tecnologia com comportamento de resposta rápido, p. ex., a tecnologia de varistor.

Proteção de dispositivos tipo 3 – PLT-SEC-T3-230-FM-PT

Proteção de dispositivos tipo 3 – PLT-SEC-T3-230-FM-PT

Proteção de dispositivos tipo 3

Os dispositivos de proteção contra surtos do tipo 3 são normalmente instalados imediatamente antes dos dispositivos finais que devem proteger. Consequentemente, são também designados por proteção de dispositivos. Devido às diferentes condições de instalação, existem DPSs do tipo 3 em formatos diferentes:

  • Dispositivos para a montagem no trilho de fixação em U
  • Dispositivos para a montagem em tomadas
Paisagem com edifícios, central elétrica, parque eólico, sistemas fotovoltaicos e infraestrutura

Proteção contra sobretensão para todas as aplicações

Com a proteção contra sobretensão certa você protege a disponibilidade de sua aplicação. Quer seja para a geração de energia regenerativa e, portanto, limpa ou para a mobilidade do futuro, uma proteção adequada contra sobretensões é simplesmente indispensável. Edifícios interligados instalações industriais e a infraestrutura correspondente são a base para uma criação de valor automatizada.

Para que suas instalações e investimentos se mantenham disponíveis e produtivos, oferecemos a você os produtos de proteção contra sobretensão adequados para quase todas as aplicações e tipos de rede de alimentação.

Proteção contra sobretensão para instalações fotovoltaicas
Proteção contra sobretensão para aerogeradores
Proteção contra sobretensão para a eletromobilidade
Proteção contra sobretensão para a instalação em edifícios
Proteção contra sobretensão para sistemas de barramento
Proteção contra sobretensão para a área antes do medidor
Proteção contra sobretensão para a construção de máquinas e instalações
Proteção contra sobretensão para infraestrutura
Proteção contra sobretensão tipo 1, tipo 2 e tipo 3

Proteção contra sobretensão tipo 1, tipo 2 e tipo 3

As diferenças entre proteção contra sobretensão tipo 1, tipo 2 e tipo 3

São utilizados protetores contra raios e surtos combinados ou dispositivos de proteção contra raios do tipo 1 na área antes do medidor. Têm de cumprir as mais elevadas demandas, uma vez que devem proteger contra os efeitos de descargas atmosféricas diretas. No ambiente de instalação típico da distribuição principal os requisitos de resistência a curto-circuito são muito elevados. Para cumprir estas demandas, é necessária uma tecnologia de alto desempenho como a tecnologia de centelhador.

Os protetores contra raios e surtos combinados tipo 1+2 são dispositivos de proteção contra raios que, além do teste de descargas atmosféricas, também cumprem os testes requeridos para dispositivos de proteção contra surtos tipo 2. Uma particularidade oferece o protetor contra raios e surtos combinado tipo 1+2 special. Neste caso, os spark gaps potentes são diretamente combinados com dispositivos de proteção contra surtos baseados em varistores.

Os dispositivos de proteção contra surtos tipo 2 com capacidade de descarga reduzida são instalados na área depois do contador. Habitualmente são instalados em subdistribuições ou quadros de comando de máquinas. Estes dispositivos de proteção contra surtos têm de poder desviar sobretensões induzidas de descargas atmosféricas indiretas ou operações de comutação, mas não correntes de raio diretas. Neste caso é indicada uma tecnologia de dispositivos de proteção com comportamento de resposta rápido, como a tecnologia de varistor.

Os dispositivos de proteção contra surtos tipo 3 com a capacidade de descarga mínima, também denominados proteção de equipamentos são instalados o mais próximo possível no equipamento final. Para cabos de sinal são necessários dispositivos de proteção contra surtos especiais. Eles também são normalmente instalados imediatamente antes dos equipamentos finais. Devido às diferentes condições de instalação, existem equipamentos em formatos diferentes. Para além da montagem no trilho de fixação em U convencional, existem produtos para a montagem em tomadas ou para montagem direta em uma placa de circuito impresso do equipamento final.

Tecnologicamente, a estrutura da proteção contra sobretensão do tipo 3 é semelhante à do tipo 2 à base de varistor, contudo as demandas da capacidade de descarga são mais baixas relativamente ao tipo 2. A proteção contra sobretensão do tipo 2/3 está prevista sobretudo para linhas que são introduzidas em um edifício pelo exterior.