Conversores de mídia - Ligar redes de fibra óptica e cobre

Conversores de mídia - Ligar redes de fibra óptica e cobre

Com conversores de mídia de fibra óptica para Ethernet e bus de campo, converte suas interfaces de cobre em condutores de fibra óptica imune a interferências sem medidas complexas para a proteção contra sobretensão, blindagem e compensação de potencial.

Mais informações

Conversores de mídia para Ethernet: fibra óptica para RJ45

Dois conversores de mídia para Ethernet da classe 1000

Conversores de mídia para aplicações com requisitos básicos

Conversores de mídia para redes Ethernet com requisitos básicos

Os conversores de mídia Ethernet da classe 1000 foram concebidos para aplicações com requisitos básicos. Eles oferecem uma introdução simples e econômica para a implementação da tecnologia de fibra óptica em redes Ethernet industrial.

  • Conexão B-FOC (ST®) ou SC-Duplex e um alcance de transmissão até 9,6 km
  • Faixa de tensão de entrada de 12 a 48 V DC
  • Formato compacto em caixa metálica robusta
  • Indicação LED para atividade de conexão e dados
Conversores de mídia FL MC 2000T com chave DIP

Conversores de mídia FL MC 2000T com chave DIP

Conversores de mídia para aplicações críticas em termos de tempo

Os dispositivos da série FL MC 2000T dispõem de comutação entre o modo de operação padrão Store-and-Forward com autonegociação e o modo de operação Pass Through. Assim se tornam possíveis tempos de atraso (latência) breves de 835 ns. Por isso, esses dispositivos são adequados para aplicações com protocolos Ethernet críticos em termos de tempo, como PROFINET IRT, Powerlink, EtherCAT ou Sercos lll. Oferecem adicionalmente:

  • Multimodo e monomodo
  • Faixa de temperatura ampliada: -40 °C até +75 °C
  • Alimentação de tensão redundante
Dois conversores de mídia conectados com uma fibra

Conexão de fibra óptica Full-Duplex em cabo de uma fibra

Conversores de mídia para transmissão por monofibra

Com os conversores de mídia FL MC EF WDM, você obtém uma conexão de fibra óptica Full-Duplex com somente uma fibra óptica. Estes dispositivos se adequam perfeitamente às aplicações rotativas com slip rings ópticos, p. ex., em aerogeradores. Aqui você conecta o hub rotativo e a nacele do motor. Agora, com os conversores de mídia WDM é possível conectar slip rings ópticos somente com uma fibra. Estes são muito mais econômicos que os slip rings com várias fibras.

  • Envio e recepção simultâneos em um condutor de fibra óptica
  • Cabo de fibra de vidro multimodo ou monomodo
  • Alcance de transmissão de até 38 km
  • Velocidade de transmissão de 100 MBit/s
  • Funções de diagnóstico LFPT e FEF
  • Autonegociação e Auto MDI (x)
  • Faixa de temperatura ampliada: -40 °C ... +65 °C
Conversores de mídia com certificação para proteção contra explosão e engenharia naval

Conversores de mídia para a indústria de processos e a engenharia naval

Conversores de mídia para aplicações especiais: proteção contra explosão, engenharia naval, energia

As variantes FL MC EF1300 são ideais para aplicações na indústria de processos, energia eólica e engenharia naval graças à certificação ATEX e DNV. Com fibra de vidro monomodo você pode atingir distâncias de transmissão de até 36 km.

  • Funções de diagnóstico LFPT e FEF
  • Autonegociação e Auto MDI (x)
  • Bus backplane para a fonte de alimentação redundante ou alternativa

Os conversores de mídia FL MC 2000E são adequados para aplicações conforme IEC 61850-3 e IEEE 1613

  • Tensão de isolamento de 4 kV
  • Alta proteção EMC
  • Fonte de alimentação de tensão redundante: 12 V DC ... 57 V DC
  • Faixa de temperatura ampliada: -40 °C ... +75 °C

Conversor de mídia para bus de campo

Conversor de mídia para PROFIBUS

Conversor de mídia para PROFIBUS

Conversor de mídia para PROFIBUS

Com os conversores de mídia da família de produtos PSI-MOS você converte interfaces PROFIBUS de cobre em fibra óptica (condutor de fibra óptica). A conversão é efetuada com transparência de protocolo para todas as taxas de transmissão até 12 Mbit/s. Isso traz vantagens claras para você:

  • Identificação automática de dados ou ajuste fixo da taxa de transmissão de dados através de chave DIP
  • Diagnóstico óptico integrado para monitoramento permanente das faixas de fibra óptica
  • Isolamento galvânico de alta qualidade entre todas as interfaces
  • Retemporização de bits para qualquer profundidade em cascata
  • Combinável de forma modular através de conector bus para trilho de fixação com os repetidores de cobre PSI
  • Interface de condutor de fibra óptica intrinsecamente segura (ex op is) para conexão direta nos dispositivos na zona 1
Conversor de mídia para CANopen® e DeviceNet™

Conversor de mídia para CANopen® e DeviceNet™

Conversor de mídia para CANopen® e DeviceNet™

Com os conversores de mídia é possível conectar em rede os sistemas de bus de campo CANopen® e DeviceNet™ através de condutores de fibra óptica de forma fácil e imune a interferências. Isso traz vantagens claras para você:

  • Diagnóstico óptico integrado para monitoramento permanente das faixas de fibra óptica
  • Contato de comutação sem potencial para o aviso precoce de estados críticos nos trajetos de fibra óptica
  • Isolamento galvânico de alta qualidade entre todas as interfaces
  • Combine os conversores de fibra óptica com repetidores de cobre para uma união de cobre pura. Além disso: com os conectores bus para trilho de fixação é possível construir um hub modular.

Conversor de mídia serial

Conversor de mídia serial para RS-232

Conversor de mídia para RS-232 como equipamento final e como acoplador T

Conversor de mídia para conexões RS-232

As interfaces RS-232 são muito suscetíveis a interferências de influências EMC e diferenças de potencial. As distâncias de transmissão são curtas demais. Converta sua interface serial em condutores de fibra óptica com os conversores de mídia da Phoenix Contact. Isso traz vantagens significativas para você:

  • Distâncias de transmissão mais longas
  • Eliminação de interferências de EMC
  • Diagnóstico óptico integrado para monitoramento permanente das faixas de fibra óptica
  • Contato de comutação sem potencial para o alarme precoce em trajetos de fibra óptica críticos
  • Isolamento galvânico de alta qualidade entre todas as interfaces
  • Interface de condutor de fibra óptica intrinsecamente segura (ex op is) para conexão direta nos dispositivos na zona 1