Gerenciamento de energia conforme o padrão ISO 50001

Atualmente as empresas enfrentam o desafio de reduzir seu consumo de energia e os custos da energia a fim de permanecerem economicamente rentáveis. Nos últimos anos se realizaram inúmeras modificações legais. Além disso, os aspectos de proteção ambiental e sustentabilidade estão se tornando cada vez mais centrais para na nossa sociedade. Esta tendência também se torna evidente para o futuro – a proteção do meio ambiente e a sustentabilidade vão estar claramente em foco a longo prazo.
A implementação de um sistema de gerenciamento de energia ajuda você a responder à crescente pressão do governo e da sociedade e a agir de forma sustentável e orientada para o futuro.

Ir para a página do produto
Homem apresentando o ciclo PDCA ISO 50001
Folha de um bloco de notas com a inscrição Energy e Management

O que é o gerenciamento de energia conforme o padrão ISO 50001?

O termo "gestão energética" é composto pelas palavras "energia" e "gerenciamento". O gerenciamento diz respeito à condução e ao controle de processos operacionais para alcançar os objetivos empresariais. Isto também inclui a implementação da política da empresa em relação à melhoria do desempenho energético, ou seja, o desempenho relativo à energia. Neste contexto, o conceito "desempenho energético", por sua vez, está associado aos três parâmetros de consumo de energia, eficiência energética e uso de energia. O último diz respeito, p. ex., à mudança da energia convencional para a energia renovável – uma alteração da energia utilizada.

Quais são os objetivos e benefícios do gerenciamento de energia?

Homem segurando três dados em sua mão com ícones e a inscrição "Compliance"
Representação da redução de custos através de moedas
De mãos dadas com a natureza: mão humana e mão verde com folhas
Homem segurando três dados em sua mão com ícones e a inscrição "Compliance"

Como empresa, você pode se beneficiar de subsídios estatais, concessões e benefícios fiscais através da comprovação de um sistema certificado de gerenciamento de energia.

Representação da redução de custos através de moedas

Reduza seus custos através da redução contínua e direcionada do consumo de energia, da melhoria da eficiência energética, assim como de mudanças na utilização de energia com a ajuda do ciclo PDCA (Plan, Do, Check, Act), no âmbito do gerenciamento de energia.

De mãos dadas com a natureza: mão humana e mão verde com folhas

Dê os primeiros passos para uma economia mais sustentável e, assim, contribuir de forma ativa para a proteção ambiental. Além disso, assim você também promove a imagem de sua empresa.

Como funciona o gerenciamento de energia conforme ISO 50001? E o que é o ciclo PDCA?

O ciclo PDCA estabelece a base para todos os sistemas modernos de gerenciamento. Assim, PDCA representa as fases individuais da abordagem iterativa e sistemática: Plan, Do, Check e Act (planejar, executar, verificar, agir).

A Plan Phase (fase de planejamento)

O elemento principal da Plan Phase é a identificação da área com o uso mais significativa de energia, as chamadas áreas Significant Energy Use (SEU). Isto se baseia em um consumo significativo de energia ou em um alto potencial para melhorar o desempenho relativo à energia.

Aqui você pode ser questionar, p. ex., sobre seu próprio consumo de energia, possíveis desperdícios de energia e a eficiência de instalações individuais e conjuntos de instalações. A consideração das atividades e processos da prática operacional também faz parte deste ponto.

Para a avaliação mensurável dos SEUs individuais, você define Energy Performance Indicators (EnPI, índices de desempenho energético) e determina, como valores de referência, a respectiva Energy Baseline (EnB, linha de base energética) correspondente.

Ciclo PDCA: Plan, Do, Check, Act (planejar, executar, verificar, agir)

Do Phase (fase de execução)

Com base no registro do estado atual e em sua análise interna, você pode então deduzir medidas para otimizar a utilização de energia e eliminar ineficiências.

Em seguida, você implementa as medidas planejadas na empresa durante a Do Phase.

Check Phase (fase de verificação)

Na Check Phase, agora você deve verificar se as medidas realizadas conduziram realmente ao resultado planejado. Para isso, os EnPIs definidos são utilizados em comparação com os EnBs e o objetivo de energia definidos.

Se a verificação revelar o não cumprimento do objetivo planejado, é necessário definir medidas de correção correspondentes.

Act Phase (fase de agir)

Você efetua estas medidas de correção na Act Phase, de modo a que eventualmente ainda seja possível alcançar os objetivos originais. Assim, você alcança seus objetivos de energia estabelecidos para melhorar o desempenho referente à energia.

Após esta fase, o ciclo começa novamente, permitindo você alcançar uma melhoria iterativa e contínua no desempenho relativo à energia e, assim, uma economia mais sustentável.

Formas de energia representadas em um ciclo verde ao torno do globo

Que formas de energia são consideradas no âmbito do gerenciamento de energia?

Este processo é realizado com todas as fontes de energia essenciais em sua empresa. Tanto com as adquiridas, como com as geradas por si.

Nos casos mais comuns, isto diz respeito à energia elétrica que você adquire, p. ex., na forma de mistura de energia externa, mas também à energia gerada, p. ex., por meio de instalações de produção próprias, como instalações fotovoltaicas ou centrais de cogeração de calor.

Isto inclui ainda a energia térmica para aquecer e arrefecer como, p. ex., a proveniente de sistemas convencionais de aquecimento de edifícios, bem como de sistemas de ar condicionado, assim como também de centrais de cogeração de calor ou de vapor enquanto meio do calor dos processos. Em algumas empresas, isto também inclui a geração de energia pneumática na forma de ar comprimido por compressores.

Na medida em que você converte uma fonte de energia comprada em outra forma de energia, também são relevantes a eficiência e eficácia da conversão. Como, p. ex., na utilização de energia elétrica para gerar ar comprimido com um compressor e, por conseguinte, energia pneumática.

O que são os índices de desempenho energético, sua linha de base energética e, desse modo, os objetivos de energia?

Diagrama: Índices de desempenho energético e sua linha de base energética

O conceito Key Performance Indicator (KPI, índice de desempenho) tem origem na administração de empresas. Os índices de desempenho podem ser utilizados para quantificar diferentes fatores que são determinantes para o sucesso de uma empresa. 

Isto também se aplica na área do gerenciamento de energia na forma dos Energy Performance Indicators (EnPI, índices de desempenho energético), que servem para você medir, monitorar, analisar e avaliar o desempenho relativo à energia na empresa. Neste caso, o índice de desempenho energético é a medida do desempenho relativo à energia. Se trata de uma grandeza relativa, onde você estabelece, p. ex., no nível da máquina, uma relação entre a energia elétrica absoluta e consumida da máquina e o número de unidades produzidas, a fim de obter o consumo de energia específico.

A Energy Baseline (EnB, linha de base energética), por outro lado, é um valor de referência quantitativo em um período de tempo definido como base para comparar o desempenho relativo à energia. Por exemplo, você registrou o consumo de energia específico de uma máquina antiga durante um determinado período de tempo, considerando, entre outros, as flutuações sazonais.

Para monitorar o sucesso das medidas tomadas, compare agora o valor atual no momento do relatório com a linha de base energética do índice de desempenho energético e o objetivo de energia previamente definido. Como medida, você trocou, p. ex., a máquina antiga por uma máquina mais eficiente e moderna. Com o mesmo número de unidades produzidas no período de referência, agora você pode verificar se a redução de energia específica através da medida de eficiência foi bem-sucedida.

Em contrapartida, ao fazer a análise comparativa, o importante é comparar entre si instalações, máquinas, processos, etc., do mesmo tipo por meio de índices de desempenho energético. Se necessário, você pode adquirir conhecimentos para deduzir medidas de otimização para aumentar a eficiência energética da empresa. As melhorias podem ser alcançadas a curto prazo com base em casos identificados de melhores práticas ou a médio e longo prazo através de um processo de aprendizagem contínuo na empresa.