Segurança funcional na indústria de processos

Parceiros da indústria de processos

Com soluções pioneiras de tecnologia de conexão e automação, a Phoenix Contact é seu parceiro-chave para a mais alta disponibilidade na indústria de processos.

Oferecemos a você:

  • Componentes seguros para aplicações de segurança em instalações de processamento, certificados conforme IEC 61508 e IEC 61511

  • Tecnologia de segurança robusta com certificação ATEX, para utilização em atmosferas potencialmente explosivas

  • Diagnóstico seguro e teste de prova fácil conforme IEC 61508

Saber mais agora!
Homem com capacete de segurança em frente a uma instalação da indústria de processos

No planejamento, na construção e na operação de instalações e máquinas seguras da tecnologia de processos, as diretrizes e leis atuais definem os trâmites a respeitar. Por conseguinte, as normas refletem o estado mínimo da técnica a cumprir. A série de normas IEC 61511 regula a aplicação da segurança funcional de instalações na indústria de processos.

Os planejadores, fabricantes e operadores de instalações são de igual forma responsáveis pela implementação como a área de integração do sistema, realizando a segurança funcional. Alterações nos requisitos exigem uma adaptação regular de documentos comprovativos, processos e treinamentos de colaboradores. Mas também as modificações e a integração de unidades parciais em instalações existentes requerem testes contínuos.

Aplicações

Na indústria de processos há uma grande variedade de potenciais de perigo para as pessoas, bens materiais e o ambiente. Para minimizar estes perigos, as funções operacionais e de regulação mantêm a tecnologia de comando de processos em funcionamento. As instalações são protegidas com sistemas de tecnologia de segurança.

Relés de segurança de desligamento de emergência (ESD)
Relés de segurança de desligamento de emergência (ESD) YouTube

Desligamento de emergência (ESD) Desligamento seguro em caso de perigo

Se ocorrerem situações de emergência em instalações de processamento, é primordial a proteção de pessoas e do ambiente. Para minimizar os perigos, é necessário, entre outros, desativar de imediato os sistemas afetados. Neste caso, o intervém o sistema de desligamento de emergência (ESD).

Em caso de emergência, os relés de acoplamento seguros da Phoenix Contact desligam a aplicação afetada de forma segura.

Relés de segurança do sistema de detecção de incêndio e gás
Relés de segurança do sistema de detecção de incêndio e gás YouTube

Sistema de detecção de incêndio e gás Ligação atempada dos sistemas de aviso

Além do sistema de desligamento de emergência, na indústria de processos também é necessário um sistema de detecção de incêndio e gás. Se ocorrer um incêndio ou uma fuga de gases explosivos, é necessário um aviso atempado do perigo.

Em caso de emergência, os relés de acoplamento seguros da Phoenix Contact ligam de forma segura sirenes e luzes de aviso.

Série de vídeos
Segurança funcional na indústria de processos
O que significa HAZOP e o que é uma função Interlock? Manuel Ungermann, gestor de produtos de segurança da Phoenix Contact, explica os termos, temas e produtos relacionados à ligação e o desligamento seguros em instalações da tecnologia de processos.
Visualizar agora
Segurança funcional na indústria de processos

Produtos

Para aplicações de segurança funcional na indústria de processos, a Phoenix Contact oferece uma ampla seleção de produtos com certificação SIL, desde o relé de acoplamento seguro até o controlador seguro.

Normas e diretrizes Requisitos para a configuração segura de funções de segurança na indústria de processos

Para os requisitos básicos para a operação segura de instalações na indústria de processos, existem diretrizes de configuração específicas relacionadas com a segurança funcional. O procedimento internacionalmente harmonizado para equipamentos de segurança PLT é descrito na IEC 61511. Aqui, uma parte essencial é o ciclo de vida de segurança em conjunto com o gerenciamento da segurança funcional. As fases individuais estão estreitamente interligadas e permitem controlar todos os requisitos durante todo o ciclo de vida dos equipamentos de segurança.

Ciclo de vida de segurança Informações sobre planejamento, integração do sistema, operação

Ciclo de vida de segurança para planejadores de instalações
Ciclo de vida de segurança para integradores de sistemas
Ciclo de vida de segurança para os operadores da instalação
Ciclo de vida de segurança para planejadores de instalações

  • Planejamento de segurança
    Planejamento das atividades necessárias para alcançar a segurança funcional (FS) da instalação, entre outras. Verificação e validação.

  • Avaliação de risco
    Identificação e avaliação sistemática de todos os riscos e determinação de medidas para a diminuição de risco adequada.

  • Atribuição de nível de proteção
    Atribuição das medidas planejadas para níveis de proteção individuais e determinação do SIL necessário para funções de segurança.

  • Gerenciamento da segurança funcional
    Determinação de um sistema de gerenciamento para controlar o ciclo de vida de segurança e planejar os recursos.

  • Avaliação da segurança funcional
    Avaliação recorrente para verificar se o planejamento de segurança e o gerenciamento da segurança funcional foram corretamente aplicados.

Ciclo de vida de segurança para integradores de sistemas

  • Especificação dos requisitos de segurança
    Especificação dos requisitos para o sistema de segurança, incluindo as funções de segurança.

  • Planejamento de validação
    Planejamento das atividades necessárias para testar as funções de segurança especificadas.

  • Projeto e planejamento do sistema de segurança
    Planejamento detalhado da implementação dos requisitos e das funções de segurança, comprovação da integridade de segurança.

  • Montagem e colocação em funcionamento
    Instalação do sistema de segurança e colocação em funcionamento.

  • Validação
    Realização da verificação do funcionamento com base no planejamento da validação e fornecimento do comprovativo da diminuição de risco adequada conforme a avaliação de risco.

Ciclo de vida de segurança para os operadores da instalação

  • Operação e modificação
    Manutenção da segurança funcional durante a operação e em caso de modificações da instalação

  • Colocação fora de funcionamento
    Desativação e remoção completa das funções de segurança que já não são necessárias