Conexão rápida e sem erros dos módulos I/O

Visão geral

Ponte Osman Gazi  

A recém-concluída ponte Osman Gazi é a quarta maior ponte suspensa do mundo

  • A ponte Osman Gazi é o elemento central da ligação por autoestrada de 420 km planejada entre Istambul e Izmir.
  • Os sinais dos cerca de 4500 I/Os montados na ponte são processados por meio de módulos I/O dos controladores S7-300/ET 200M.
  • O cabeamento de sistema da Phoenix Contact liga os módulos ao cabeamento de campo rapidamente e sem erros.

Perfil do cliente

Gestor de projetos Alper Arifoǧlu  

O gestor de projetos da Siemens Alper Arifoǧlu foi responsável pela seleção dos componentes elétricos

O grupo japonês de empresas IHI Corporation, que foi contratado para construir a ponte, adjudicou os diversos pacotes de trabalho a subcontratantes.

A Siemens AG realizou a solução SCADA (Supervisory Control and Data Acquisition) para o monitoramento e controle dos processos, bem como o sistema de alimentação de tensão da ponte.

Aplicação

Contêineres com quadros de comando  

Modelo em corte de um segmento de cobertura com os contêineres com quadro de comando no nível de manutenção

Em cada uma das extremidades norte e sul da ponte está localizado um edifício para alimentação, onde se encontram instaladas as redes de alta, média e baixa tensão. As duas instalações parciais estão acopladas entre si de modo redundante de forma a evitar a falha do sistema.

O processamento de sinais ocorre nos níveis de manutenção da ponte. Para o efeito, este nível incorpora contêineres especiais, onde são instalados os diversos quadros de comando. É também nos contêineres que se juntam os diferentes cabos de sinal para a captação de dados, pois a estrutura tem de ser permanentemente monitorada para manter intacta a infraestrutura da ponte.

Além disso é necessário garantir sempre a iluminação ou sinalização correta para o tráfego rodoviário, aéreo e marítimo na ponte. Os sinais dos sistemas parciais são avaliados por meio de módulos I/O dos controladores S7-300/ET 200M. Para a ligação dos módulos, a Siemens utiliza a solução de cabeamento de sistema da Phoenix Contact.

Solução

Adaptador frontal VIP-Power  

Adaptador frontal VIP-Power para um acoplamento simples e rápido

Com a família de produtos VIP-Power Cabling, os diversos módulos I/O do controlador S7-300 podem ser ligados rápida e facilmente mediante uma régua de bornes plugável graças ao conceito Plug and Play. Por isso podem ser suprimidos o demorado cabeamento clássico de condutores individuais e o teste I/O funcional que verifica a triagem correta dos sinais. A vantagem dos adaptadores VIP pré-montados reside, entre outras coisas, no fato de serem sujeitos a um teste de alta tensão após o processo de fabricação. Ao mesmo tempo é controlada a ligação correta dos fios entre o adaptador frontal e o conector da régua de bornes. Assim, o usuário recebe uma ligação segura e sem erros. Em combinação com os bornes de dois níveis push-in plugáveis, os 40 pontos de prensagem do controlador podem ser triados em uma largura de construção de apenas 70 mm.

Segundo o gestor de projetos Alper Arifoǧlu, os responsáveis ficaram convencidos nomeadamente pela economia de espaço e de tempo decorrente do cabeamento de sistema e da tecnologia de encaixe direto das réguas de bornes. Para um quadro de comando grande com nível de rearranjo, necessário a esta aplicação, costuma ser estimado um período de aprox. dez dias úteis. Os colaboradores precisam de um dia útil para o processamento mecânico do quadro, ocupando os restantes nove dias com a instalação elétrica dos componentes e o Field Acceptance Test (FAT). "Inicialmente, a criação dos quadros de comando ameaçava tornar-se demasiado demorada", diz Alper Arifoǧlu. "Mediante o uso do cabeamento de sistema, nosso construtor de quadros de comando reduziu porém o trabalho de instalação dos componentes elétricos para dois dias, o que nos ajudou a cumprir o horário".

Resumo

O manuseio fácil é outro dos critérios de decisão pela família de produtos VIP-Power Cabling. Só estão disponíveis variantes de 20 ou 40 polos que se adequam a todos os módulos I/O do ET 200M, independentemente de se tratar de um módulo analógico ou de uma placa de saída de relé. Pois a bitola de condutor grande e os conectores das réguas de bornes permitem triar tanto sinais de comutação menores, como cargas de até 250 V AC e 6 A. No total foram cabeados 24 quadros de comando com o cabeamento de sistema da Phoenix Contact, no projeto da ponte Osman Gazi de Izmit.

PHOENIX CONTACT
Ind. Com. Ltda.

Rua Francisco Corazza, 20 a 100
Pq. Residencial da Lapa
São Paulo/SP CEP: 05038-130
(11) 3871-6400 (PABX)

Referrer: