Bornes de sensor e bornes de atuador PTIO

Bornes de sensor e bornes de atuador para o cabeamento de sinais claro

Os bornes de sensor/atuador PTIO estão perfeitamente adaptados ao cabeamento de controladores modernos de máquinas graças ao seu formato compacto. Com os bornes de sensor/atuador, você consegue cabear iniciadores e atuadores bipolares em uma largura de borne de apenas 3,5 mm. Além disso, as réguas de bornes permitem o cabeamento de sensores e atuadores de 3 ou 4 condutores.

Mais informações

Vantagens

  • Grande variedade de produtos graças a variantes com função PE ou indicador luminoso LED
  • Economia de espaço graças a variantes para sensores bipolares e atuadores
  • Excelente visão geral das conexões de sinais graças a variadas opções de identificação
  • Extensibilidade modular até 50 polos no máximo
  • De contorno igual aos bornes de alimentação
Os bornes de sensor com conexão push-in

Os bornes de sensor com conexão push-in

Codificação por cores conforme EN 60947-5-2

Na variante padrão, os bornes de sensor com conexão push-in possuem um gatilho de acionamento laranja nos dois níveis de sinal. Para a distinção fácil dos níveis de sinal também estão disponíveis variantes com gatilhos de acionamento pretos e brancos. Na variante preto-branco, o borne cumpre a norma EN 60947-5-2. Conforme a norma, este tipo de codificação por cores está previsto para o cabeamento de sensores, de modo a distinguir entre o contato normalmente fechado e o contato normalmente aberto.

Réguas de bornes sensor/atuador

Réguas de bornes sensor/atuador

Distinção entre sensores de dois, três e quatro condutores

As réguas de bornes sensor/atuador da Phoenix Contact permitem a conexão fácil e compacta de sensores de três e quatro condutores. Mas para que são necessários sensores de três ou quatro condutores?
No cabeamento de sensor/atuador existem diferentes possibilidades de conexão. Dependendo do que o sensor deve medir, é exigida uma determinada precisão. O tipo de sensor mais simples e com menos precisão é o sensor de dois condutores. Na conexão de dois condutores, toda a resistência do cabo de alimentação influencia o resultado de medição. Dessa forma é influenciado o resultado de medição dos sensores. A utilização de bornes de sensor de três condutores permite o cabeamento de sensores de três condutores. Devido a um circuito de medição adicional, estes sensores contrariam as influências térmicas dos cabos de alimentação. Uma solução ainda mais precisa oferecem os sensores de quatro condutores. Os dois circuitos de medição daí resultantes não contrariam somente as influências térmicas, mas também as resistências do cabo de alimentação.

Sensores bipolares

Sensores bipolares

Sensores bipolares

A diferença entre sensores monopolares e bipolares é o número de cabos de sinal. Os sensores bipolares possuem dois cabos de sinal e, assim, podem receber e encaminhar diferentes sinais de comutação. Um exemplo para esse tipo de sensor é um sensor ultrassônico utilizado para efetuar medições da distância e para medir objetos. Aqui, através do primeiro cabo de sinal é determinada a distância do respectivo objeto e com a ajuda do segundo cabo de sinal é medida a dimensão do objeto em causa. Para ser possível cabear este tipo de sensores em pouco espaço, os bornes sensor/atuador são uma solução muito eficiente para sensores bipolares. Os bornes de sensor para sensores bipolares têm uma largura de borne de 3,5 mm e dispõem de duas entradas e saídas do cabo de sinal.

Planejamento eficiente com PROJECT complete

Planejamento eficiente com PROJECT complete

Planejamento eficiente com PROJECT complete

Configuração intuitiva, funções inteligentes e interface personalizável: o software de planejamento e identificação PROJECT complete é a solução inovadora para o planejamento simples de sua régua de bornes e para a criação descomplicada das identificações correspondentes.

Desde a recepção de dados do planejamento elétrico até o fornecimento do seu produto acabado, o software faculta um acompanhamento de processo individual e confortável.