Antigo edifício agrícola restaurado com sistemas fotovoltaicos integrados na construção

Visão geral

Portadas solares para os sistemas fotovoltaicos integrados na construção  

Portadas solares para os sistemas fotovoltaicos integrados na construção

  • Os sistemas fotovoltaicos integrados na construção (BIPV) continuam sendo um nicho – tanto na indústria da construção civil, como ao nível dos próprios sistemas fotovoltaicos.
  • São porém cada vez mais evidentes as possibilidades de design que os BIPV oferecem a arquitetos e construtores.
  • Na remodelação de um antigo edifício agrícola, os módulos fotovoltaicos foram cabeados com conectores da série SUNCLIX mini da Phoenix Contact.
  • Até as portadas funcionam, ao mesmo tempo, como módulos fotovoltaicos.

Perfil do cliente

Remodelação de uma casa de ceifeiros com sistemas fotovoltaicos integrados na construção  

A casa de ceifeiros em Uckermark

A aldeia pequena de Nechlin está localizada a uma hora e meia de distância a carro, a nordeste de Berlim no distrito de Uckermark. No centro da localidade se encontra a casa de ceifeiros, onde antigamente moravam trabalhadores de colheita – os chamados ceifeiros.

Há poucos anos, o antigo edifício agrícola foi convertido em uma casa de perfil energético mínimo com muito amor pelos detalhes.

Aplicação

Arquiteta na área da energia solar Astrid Schneider  

Arquiteta na área da energia solar Astrid Schneider aposta nos BIPV

Building Integrated Photovoltaics – em português sistemas fotovoltaicos integrados na construção ou mais sucintamente BIPV – representam a integração completa dos sistemas fotovoltaicos no exterior do edifício. Nessa qualidade, os sistemas fotovoltaicos assumem as funções da parte externa, como o revestimento de telhado, a fachada (isoladora), os elementos de sombra, os parapeitos ou os revestimentos.

Também é possível integrar células fotovoltaicas em vitrificações simples e isoladoras. Estes elementos funcionam principalmente como componentes e servem também para gerar energia.

"Na remodelação complexa da casa de ceifeiros se pretendia substituir os materiais de construção clássicos por componentes fotovoltaicos, tendo em conta o conceito global energético", esclarece a reputada arquiteta na área da energia solar Astrid Schneider que integrou os sistemas fotovoltaicos no exterior do edifício. "Os elementos do edifício deviam adquirir uma função adicional com os sistemas fotovoltaicos, tornando a casa antiga inovadoramente autossuficiente em termos de eletricidade".

Solução

Portadas fotovoltaicas de uma casa de ceifeiros  

As portadas fotovoltaicas podem ser viradas paralelamente à janela

Schneider não só posicionou as áreas fotovoltaicas em toda a parte externa do telhado, como também aproveitou os módulos vidro-vidro estéticos enquanto elementos de sombra sobre as janelas da fachada de sudoeste. Quando necessário, as portadas solares podem ser puxadas para a frente da janela – sempre paralelamente à mesma. Assim elas dão sombra e protegem a privacidade.

"O desafio arquitetônico consistiu em implementar simultaneamente o mecanismo de movimentação das portadas e a conexão elétrica segura dos módulos da melhor forma", resume Schneider. As linhas de alimentação foram conduzidas através dos perfis do sistema mecânico. "Posicionei conectores confiáveis em ambas as extremidades, pois o cabo pode realmente ser prejudicado em virtude do movimento constante nestes pontos nevrálgicos ao longo dos mais de 30 anos de vida útil dos módulos solares. Assim, os módulos são sujeitos a manutenção facilmente e a linha de alimentação pode ser substituída sem problemas em caso de erro."

SUNCLIX mini para a integração de sistemas fotovoltaicos em edifícios  

Com suas medidas externas compactas, SUNCLIX mini é ideal para a integração em edifícios

A estética, que é pouco importante no espaço aberto ou em cima no telhado, ganha relevância à medida que se torna visível. Os módulos devem não só apresentar um visual apelativo, como também ter uma tecnologia de conexão oculta. Neste caso, Schneider optou pelos conectores SUNCLIX mini da Phoenix Contact que foram especialmente desenvolvidos para os BIPV, com seu formato estreito. Assim, a tecnologia de conexão permanece discretamente oculta.

Os módulos vidro-vidro monocristalinos das oito portadas solares debitam uma potência total de 1160 Watt – e se adaptam perfeitamente ao aspecto geral do edifício com sua moldura de madeira. Os sistemas fotovoltaicos no interior dos elementos só são visíveis quando observados diretamente. As portadas ficam inicialmente posicionadas ao lado das janelas. Para protegerem a privacidade ou funcionarem como elemento de sombra, elas são viradas para a frente da janela através de um sistema mecânico especialmente concebido e travadas por dentro.

Resumo

Com a casa de ceifeiros em Nechlin, a arquiteta na área da energia solar Astrid Schneider demonstrou o quão naturalmente os sistemas fotovoltaicos podem ser integrados em um edifício histórico. Graças à tecnologia de conexão inteligente, a instalação foi implementada de modo a garantir uma manutenção fácil, sem prejudicar a impressão geral do edifício em termos estéticos e visuais.

"Entretanto, o projeto da casa de ceifeiros, que cumpriu as expectativas de todas as partes envolvidas desde o projetista até ao locatário, já me serve de referência para numerosos projetos interessantes", conta Schneider. "Graças à diretiva UE sobre edifícios, os BIPV irão progredir exponencialmente."

PHOENIX CONTACT
Ind. Com. Ltda.

Rua Francisco Corazza, 20 a 100
Pq. Residencial da Lapa
São Paulo/SP CEP: 05038-130
CNPJ 68.404.912/0001-62
(11) 3871-6400 (PABX)

Referrer: