Voltar para a visão geral

Consequências de descargas atmosféricas

Quais são as consequências dos danos resultantes de quedas de raios? Como é possível proteger edifícios e instalações contra essas situações?

Danos subsequentes e destruições resultantes de quedas de raios

Dependendo da energia transportada, nas quedas de raios ocorrem destruições maciças em edifícios e instalações, podendo causar outros danos subsequentes.
 
Na área de edifícios residenciais ou de explorações industriais, frequentados regularmente por pessoas, estes danos dão nas vistas. Na maioria dos casos, podem ser tomadas medidas auxiliares no curto prazo para limitar os danos. Após este tipo de evento, o âmbito do dano pode ser avaliado respectivamente de forma rápida e concreta. Um reparo imediato e a recolocação em funcionamento de importantes funções da instalação podem impedir danos subsequentes.

Danos subsequentes e destruições resultantes de quedas de raios

Em instalações expostas ou com grandes áreas não costuma ser possível realizar uma observação contínua por pessoas. As destruições ou os danos da instalação são frequentemente apenas detectados através dos danos subsequentes. Por este motivo, são utilizados cada vez mais sistemas de monitoramento que monitoram diferentes estados de funcionamento em uma instalação, comunicando os resultados diretamente a uma unidade de controle central. Isto também permite uma reação imediata a avarias e a prevenção de danos subsequentes, bem como de longos tempos de paralisação.

Até agora, não existia um sistema de medição para detectar e avaliar de forma confiável as quedas de raios em uma instalação. Do mesmo modo, também não existiam mensagens de danos ou falhas sobre estas ocorrências.

Entre as instalações com um elevado risco queda de raios e em localização exposta estão, por exemplo, instalações eólicas, instalações de geração de energia, instalações industriais com grandes áreas e em transportes ferroviários. Normalmente, é muito difícil, ou até mesmo impossível, implementar neste tipo de instalações uma medida completa de proteção contra raios.
 

Sistema de medição de descargas atmosféricas LM-S

Sistema de medição de descargas atmosféricas LM-S  

O sistema único de medição de descargas atmosféricas

Para o registro e a avaliação de descargas atmosféricas está disponível o Lightning Monitoring System LM-S da Phoenix Contact. Ele é basicamente composto por uma unidade de avaliação e um sensor montado sobre a derivação de uma instalação de proteção contra raios.

Este sistema de medição aproveita o efeito Faraday ou o efeito magneto-óptico para analisar o valor e a direção de fluxo de picos de correntes de raios que ocorrem em derivações de raios. Nesse processo, a onda de luz é influenciada de forma magnética e os fatores de influência são analisados como resultado de medição. A transmissão de sinais também é efetuada através de fibra óptica.

Isto tem vantagens decisivas em comparação com uma transmissão de sinais via cabo de cobre. As descargas atmosféricas ocorridas no ambiente do sistema de medição já não podem influenciar o sinal de luz ou se acoplarem no trajeto de transmissão. Desse modo, na eletrônica da unidade de avaliação está disponível um sinal confiável e seguro sob o ponto de vista de EMC.

PHOENIX CONTACT
Ind. Com. Ltda.

Av. das Nações Unidas, 11.541,
19º andar - Brooklin Paulista
04578-000 - São Paulo/SP - Brasil
CNPJ 68.404.912/0001-62
(11) 3871-6400 (PABX)