Voltar para a vista geral

Ensaio de choque e vibração

Ensaio de choque conforme IEC 60068-2-27

Diagrama de choques com 3 ms/350 g  

Diagrama de choques

Choques (intensidade conforme DIN EN 50155)

Este ensaio é aplicado para verificar e documentar a resistência de uma ligação de borne contra choques que ocorrem de modo irregular com intensidades de energia diferentes. Para tal, são utilizadas as intensidades da norma DIN EN 50155 ou DIN EN 61373 (norma europeia para aplicações ferroviárias) para simular cargas no trânsito sobre carris.

Para a definição do choque são determinadas previamente a aceleração e a duração. A IEC 60068-2-27 determina três choques negativos e positivos em cada um dos três eixos espaciais (x, y, z). As acelerações simuladas atingem 50 m/s² com uma duração de choque de 30 ms. Não pode ocorrer nenhum dano à ligação de borne que impeça a continuidade do seu uso. Nas amostras é monitorizado o comportamento do contacto durante o ensaio. Na aplicação da norma ferroviária não são permitidas interrupções de contacto >1  µs.

As réguas de bornes da Phoenix Contact resistem a essa carga de choque e são adequadas para aplicações com os impactos mais extremos.

Voltar para cima

Ensaio de vibração conforme DIN EN 61373

Ensaio de vibração conforme DIN EN 61373  

Ensaio de vibração conforme DIN EN 61373

Ruídos de banda larga (intensidade conforme DIN EN 50155)

Na tecnologia de tráfego, as réguas de bornes estão sempre expostas a vibrações e impactos. Para a reprodução prática do efeito da ação das vibrações, as amostras são submetidas a oscilações de banda larga em forma de ruídos. Deste modo, no borne e no condutor ligado são criadas acelerações que correspondem à realidade.

Para a verificação da categoria 1b é utilizada uma banda de frequências de 5 Hz a 150 Hz. O valor eficaz da aceleração é de até 5,72 m/s². As amostras são testadas nos três eixos (x, y, z) durante cinco horas em cada um. Além dos impactos, o contacto elétrico também é monitorizado durante o ensaio. Não pode ocorrer nenhum dano às réguas de bornes que impeça a continuidade do seu uso. Além disso, não são permitidas interrupções de contacto acima de 1 μs durante o ensaio.

As réguas de bornes da Phoenix Contact de todas as tecnologias de ligação cumprem esse elevado requisito quanto a vibrações.

Voltar para cima

Ensaio de vibração conforme IEC 60068-2-6

Ensaio de vibração conforme IEC 60068-2-6  

Ensaio de vibração conforme IEC 60068-2-6

Este ensaio serve para comprovar a resistência a vibrações de uma ligação de borne sob influência de vibrações constantes. Durante o ensaio são aplicadas vibrações harmónicas e senoidais para simular forças giratórias, pulsantes ou oscilantes na amostra. O ensaio é efetuado nos três eixos (x, y, z).

Para o ensaio é utilizada uma banda de frequências de 5 Hz a 150 Hz com uma velocidade de uma oitava por minuto. O valor eficaz da aceleração é de até 50 m/s². As amostras são testadas nos três eixos (x, y, z) durante duas horas em cada um. Adicionalmente, o contacto elétrico também é monitorizado durante o ensaio. Não pode ocorrer nenhum dano às réguas de bornes que impeça a continuidade do seu uso. Além disso, não são permitidas interrupções de contacto > 1 μs durante o ensaio.

Todas as tecnologias de ligação cumprem as exigências da norma sem interrupção do contacto elétrico. Portanto, são especialmente adequadas para aplicações exigentes nas quais é preciso garantir um funcionamento seguro da ligação de borne sob a ação dos impactos mais extremos.

Voltar para cima

Phoenix Contact S.A.

Sintra Business Park,
Edifício n°1
Zona Industrial da Abrunheira
2710-089 SINTRA

Horário: 9h -13h e 14h -18h
(+351) 21 911 2760

Este website usa cookies. Ao continuar a navegar, está a concordar com a nossa política de cookies. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade.

Fechar