Industrie 4.0 – glossário

Industrie 4.0 – glossário

O mundo da Industrie 4.0 também é composto por muitos termos técnicos. Aqui explicamos os termos mais importantes.

Termos da Industrie 4.0 explicados de forma simples

Nos temas da Industrie 4.0 e da Internet of Things são utilizados termos técnicos cuja definição é importante para a compreensão da complexa situação. Em seguida, serão explicados de forma rápida e fácil os mais frequentes.

Modelo para interligar dados virtuais e reais de forma assistida por computador. O utilizador obtém informações adicionais, por exemplo, dados de planeamento que pode comparar com o produto real.

Combinação de elementos de um modelo com base em princípios e regras para a respetiva estrutura, desenvolvimento posterior e utilização.

Um componente da Industrie 4.0 é um elemento com capacidades de comunicação e com identificação única composto por um invólucro de gestão e o objeto físico (Asset).

Automation Markup Language é um formato de troca de dados baseado em XML. AutomationML™ está disponível como um padrão aberto e gratuito. Oferece muitas possibilidades para obter uma programação, operação e troca de dados consistentes das ferramentas digitais.

Grandes quantidades de dados, por ex. dados de clientes, dados de máquinas, dados de energia, etc. A sua análise inteligente é utilizada em serviços orientados para os utilizadores, por exemplo a criação de perfis de cliente individuais ou uma otimização permanente da produção e manutenção preventiva. Desta base podem surgir novos modelos de negócio.

Sistema composto por componentes inteligentes de tecnologia da informação (virtuais), mecânicos e eletrónicos (físicos) que comunicam através de uma infraestrutura de dados (por ex. a Internet). O mundo real e virtual ligam-se aqui.

Sistema ciberfísico utilizado na produção.

Número de funções limitado oferecido pela entidade ou organização através de interfaces.

A utilização de tecnologias e técnicas digitais provoca grandes alterações no nosso quotidiano, na economia e em toda a sociedade. Este termo surge frequentemente quando as empresas utilizam tecnologias digitais e as situações organizacionais e económicas se alteram ou surgem novos produtos e serviços. É feita uma distinção entre prestação de serviços, oferta de serviços e interação com o cliente.

Os valores analógicos são convertidos para formatos digitais, transmitidos digitalmente e processados.

Se as alterações da transformação digital ocorrerem subitamente, utiliza-se habitualmente o termo disrupção. Ao passo que uma inovação faz o mercado desenvolver-se, uma inovação disruptiva é sinónimo de uma reestruturação completa que leva ao fim do modelo de negócios existente.

Padrão de dados de produto independente do setor para a classificação e descrição inequívoca de produtos e serviços. A partir da versão 10.0, o eCl@ss, através de aplicações de aquisição, controlo e comércio, também é adequado para utilização na gestão de dados de processo em toda a empresa e engenharia.

Objeto identificável inequivocamente que, devido ao seu significado, é gerido no mundo da informação.

Aplicação ou conjunto de programas ou sistemas de IT que comunicam entre si e que são utilizados para auxiliar o planeamento de recursos de toda a empresa.

Rede de coisas (objetos, máquinas e sistemas) e, eventualmente, pessoas. Nesta rede, cada componente conhece o seu lugar, a sua função e as suas necessidades. Na comunicação com outros componentes, a rede disponibiliza-lhes as sua função e, em contrapartida, reclama as suas necessidades. O objetivo é a solução autónoma de tarefas.

A Internet das Coisas relativamente a aplicações industriais.

Ideias, algoritmos, modelos e a totalidade das representações dos objetos reais e pessoas no ambiente virtual.

Para a consideração do ciclo de vida de um componente da Industrie 4.0 faz-se a distinção entre tipo e instância.

São produzidos produtos de série com base no tipo. Cada produto fabricado representa então uma instância deste tipo e contém uma atribuição inequívoca, por ex. um número de série. Para os clientes, os produtos inicialmente são apenas tipos. Para a instância, são-no quando são integrados num sistema concreto.

Designação do projeto futuro do governo federal alemão. A Industrie 4.0 apresenta soluções de como se pode otimizar complexos processos de fabrico com novas tecnologias. O fabrico industrial e a TI crescem cada vez mais em conjunto.  O objetivo superior é o de assegurar e reforçar a posição de topo da Alemanha a nível internacional na indústria de produção.

O componente Industrie 4.0 é um modelo que descreve propriedades de sistemas ciberfísicos com maior exatidão. Os componentes de hardware e software na produção são compatíveis com Industrie 4.0, uma vez que cumprem esses requisitos. Podem tratar-se de sistemas de produção, máquinas ou componentes de armários de distribuição.

Os componentes da Industrie 4.0 reúnem, ao longo de todo o seu ciclo de vida, desde o desenvolvimento à eliminação, de todos os dados relevantes em contentores eletrónicos protegidos, o invólucro de gestão. Estes dados estão disponíveis em todas as empresas do processo de criação de valor.

Em conjunto com RAMI 4.0, os componentes Industrie 4.0 servem de base para o desenvolvimento de produtos futuros e modelos de negócio no âmbito da Industrie 4.0.

Sistema de componentes da Industrie 4.0 e módulos com menor capacidade de comunicação e identificação que se destina a um determinado objetivo, possui propriedades especificadas e é compatível com serviços e estados padronizados.

Sistemas com capacidades de aprendizagem que não se limitam a executar algoritmos predefinidos. O método de Deep Learning de sistemas computorizados consiste em levá-los a reconhecer padrões nas informações. O computador classifica-os e decide autonomamente que significado têm esses dados no respetivo contexto.

Através de inteligência artificial, é possível avaliar de forma relevante grandes volumes de dados, por ex. da Internet das Coisas.

Abstração lógica suficientemente detalhada de aspetos numa área de aplicação.

A OPC Unified Architecture (UA) publicada em 2008 é uma arquitetura orientada para serviços independente da plataforma que integra todas as funcionalidades das diversas especificações OPC Classic numa estrutura expansível. OPC UA é um protocolo de comunicação industrial para a transmissão de dados entre máquinas. Oferece a possibilidade de transmitir dados de máquinas como variáveis controladas ou valores de medição e gravá-los de forma legível por máquinas.

Com o projeto open AAS deverá ser criada uma ponte entre o trabalho concecional de ZVEI nos modelos arquiteturais (RAMI 4.0, componentes Industrie 4.0) e a implementação prática da Industrie 4.0 nos departamentos de desenvolvimento das empresas.

O RAMI 4.0 reúne todos os elementos essenciais da Industrie 4.0 num modelo de camadas tridimensional no qual é possível categorizar produtos ou sistemas. Possibilita a conversão gradual do mundo atual para o mundo Industrie 4.0.

Através dos três eixos "Hierarchy Levels", "Lifecycle & Value Stream" e "Layers" surge um mapa 3D para soluções de Industrie 4.0.

Em conjunto com os componentes Industrie 4.0, RAMI 4.0 serve de base para o desenvolvimento de produtos futuros e modelos de negócio no âmbito da Industrie 4.0.

Modelo de descrição de arquitetura que é utilizado de forma geral e que é reconhecido como sendo adequado. Aí os elementos de um modelo são combinados em princípios e regras de forma construtiva.

Modelo que é utilizado de forma geral e que é reconhecido como sendo adequado (com caráter recomendatório) para servir de base a modelos específicos.

Esta expressão é sinónimo de uma produção eficiente e adaptável que dá origem a uma criação de valor ideal em todos os momentos. As redes de criação de valor com organização autónoma podem ser otimizadas através de diversos critérios, por exemplo, a nível de custos, disponibilidade ou consumo de recursos.

Para a consideração do ciclo de vida de um componente da Industrie 4.0 faz-se a distinção entre tipo e instância.

Com a primeira ideia de um produto, máquina ou sistema surge o tipo. Este é autorizado para a produção em série após a conclusão de todas as etapas de desenvolvimento.

Representação virtual digital e ativa de um componente Industrie 4.0 no sistema Industrie 4.0. Todos os dados relevantes de um componente de hardware ou software produzem a sua representação virtual que é gravada no invólucro de gestão.

A transformação constante do mundo da produção é visível nas três primeiras revoluções industriais: a máquina a vapor, a produção em massa baseada na divisão do trabalho e a automação através da tecnologia de controlo. Vivemos atualmente na era da quarta revolução industrial. Aí unem-se os mundos da produção e da TI em redes de criação de valor.

O utilizador mergulha totalmente num mundo 360° virtual, geralmente através de óculos VR. Em comparação com AR, Augmented Reality, o utilizador deixa de percecionar o ambiente real.

Indicações da fonte

  • "Plattform Industrie 4.0" (Plataforma Industrie 4.0),
    http://www.plattform-i40.de/I40/Navigation/DE/Service/Glossar/glossar.html, 17 de julho de 2017
  • "<AutomationML/>", https://www.automationml.org/o.red.c/organisation.html, 17 de julho de 2017
  • "Begriffe" (Termos), http://i40.iosb.fraunhofer.de/FA7.21%20Begriffe, 17 de julho de 2017"
  • "ecl@ss", https://www.eclass.eu/eclasscontent/standard/overview.html.de, 17 de julho de 2017
  • "Das Referenzarchitekturmodell RAMI 4.0 und die Industrie 4.0-Komponente" (O modelo de arquitetura de referência RAMI 4.0 e os componentes Industrie 4.0),
    https://www.zvei.org/themen/industrie-40/das-referenzarchitekturmodell-rami-40-und-die-industrie-40-komponente/, 17 de julho de 2017
  • "Unified Architecture", https://opcfoundation.org/about/opc-technologies/opc-ua/, 17 de julho de 2017
  • "openAAS",
    http://www.openautomation.de/detailseite/openaas-erster-meilenstein-gesetzt.html, 26 de setembro de 2016
  • "Lexikon" (Glossário), https://www.gruenderszene.de/lexikon/begriffe, 17 de julho de 2017

Phoenix Contact S.A.

Sintra Business Park,
Edifício n°1
Zona Industrial da Abrunheira
2710-089 SINTRA

Horário: 9h -13h e 14h -18h
(+351) 21 911 2760

Este website usa cookies. Ao continuar a navegar, está a concordar com a nossa política de cookies. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade.

Fechar