Voltar para a vista geral

Instalação

Invólucro do sensor sobre a derivação  

O invólucro do sensor está montado com braçadeiras de forma fixa e vedada na derivação.

No campo magnético circular, a intensidade de campo eficaz depende da profundidade de imersão do sensor no campo magnético da derivação por onde passa o fluxo de corrente.

Campo magnético circular em torno do sensor  

Campo magnético circular em torno do sensor

A profundidade de imersão é definida no cálculo através do raio. Isto significa que quanto menor é o raio, maior é a intensidade de campo. Por isso, é vantajoso montar o sensor o mais perto possível da derivação, para que a intensidade de campo eficaz seja a maior possível.

Legenda:
H = intensidade de campo [A/m]
r = raio [cm]
I = corrente [A]

Significado do raio para a calibração do sistema

Invólucro do sensor do LM-S  

A secção de medição encontra-se na área frontal do invólucro do sensor.

O raio é a medida para a profundidade de imersão do sensor no campo magnético e para o registo da intensidade de campo magnético H eficaz nesse local. O valor corresponde à distância entre a linha central do condutor e a aresta exterior do invólucro do sensor.

O raio é determinado durante a instalação. Tal é importante para a calibração do sistema, uma vez que garante condições de medição iguais com diferentes circunstâncias da instalação.

Phoenix Contact S.A.

Sintra Business Park,
Edifício n°1
Zona Industrial da Abrunheira
2710-089 SINTRA

Horário: 9h -13h e 14h -18h
(+351) 21 911 2760

Este website usa cookies. Ao continuar a navegar, está a concordar com a nossa política de cookies. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade.

Fechar