Voltar para a vista geral

Cravação profissional de condutores

União mecânica de contacto e condutor

O conceito inglês de cravação implica a união mecânica de contacto e condutor.

Em termos de orientação normativa, no espaço germanófono são utilizados outros dois termos além de cravação. Neste caso, o tipo de deformação desempenha um papel decisivo. Com base nos tipos de contacto, é feita a distinção em:

  • Esmagamento, para terminais de cabo isolados
  • Prensagem, para terminais ponteira, terminais de cabo não isolados, contactos torneados e conectores fechados semelhantes.

Por exemplo, caso sejam processadas fichas planas, fala-se em cravação. Para gerar uma ligação fiável entre contacto e condutor, tenha em consideração alguns pontos importantes:

  • Preparação correta do condutor
  • Condutor e contacto são compatíveis entre si
  • Colocação correta do condutor no contacto
  • Escolha da ferramenta de cravação adequada
  • O condutor e o contacto são inseridos no orifício da matriz do alicate previsto para o efeito.

Por norma, os alicates de cravação profissionais estão equipados com bloqueio forçado que podem ser desbloqueados. Desbloqueia assim que é exercida a força de prensagem necessária. Estão excluídas as prensagens efetuadas com muito pouca força. Este aspeto garante ao utilizador um resultado de cravação constante com os melhores valores de extração possíveis. Se forem processadas séries maiores de contactos, recorre-se frequentemente a máquinas de cravação automáticas ou semiautomáticas.

Para se proceder à avaliação posterior das cravações, entre outras, são consultadas as normas DIN EN 60352-2 e 60999-1. Além de uma grande variedade de testes mecânicos e elétricos, os testes de extração do condutor são o critério decisivo. Todas as ferramentas da série de alicates CRIMPFOX da Phoenix Contact são ajustadas e testadas de acordo com as normas vigentes. Estas ferramentas permitem produzir cravações estanques ao gás e estáveis a longo prazo. Recomendamos o teste da qualidade de cravação a cada 5000 ciclos ou uma vez por ano com os equipamentos de ensaio calibrados e adequados.

Explicações sobre alicates de cravação
1Precisos: as matrizes produzidas de alta precisão com forma de cravação simétrica garantem resultados de cravação de elevada qualidade.
2Ergonómicos: a relação de peso está equilibrada de forma cómoda. Os plásticos são particularmente suaves no contacto com a pele.
3Seguros: o contorno especial do cabo e a utilização de plásticos antiderrapantes impendem que a mão deslize involuntariamente.
4Operação menos cansativa: a transmissão de alavanca otimizada reduz as forças de acionamento necessárias até um máximo de 30 por cento.
5Confortáveis: alcance extremamente pequeno do cabo adequa-se perfeitamente a qualquer mão.
6Otimizadores de força: uma almofada de pressão fixadora diminui a força de aplicação necessária.
7De processo seguro: uma adaptação automática da secção transversal e o bloqueio forçado que pode ser desbloqueado manualmente protegem a execução do processo de cravação.
8Resistentes: a utilização de materiais e componentes de elevada qualidade minimiza o desgaste.
9Robustos: a configuração especial da área da cabeça protege a ferramenta.

Phoenix Contact S.A.

Sintra Business Park,
Edifício n°1
Zona Industrial da Abrunheira
2710-089 SINTRA

Horário: 9h -13h e 14h -18h
(+351) 21 911 2760

Este website usa cookies. Ao continuar a navegar, está a concordar com a nossa política de cookies. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade.

Fechar