Engenharia universal otimiza o desenvolvimento e a fabricação de produtos

Visão geral

Engenharia universal através de transferência completa de dados  

Engenharia universal através de transferência completa de dados

  • Os produtos são desenvolvidos com várias ferramentas de engenharia que são otimizados para diferentes tarefas. Portanto, as ferramentas falam sua própria língua, não são compatíveis entre elas e são interligadas apenas por poucas interfaces.
  • Durante o processo de engenharia se cria assim um trabalho considerável para transferir os dados de um para o outro formato.

Aplicação

Interfaces de apenas uma direção  

Interfaces de apenas uma direção

Na engenharia de um quadro de comando, a ordem das ferramentas não é explicitamente especificado. Assim, por exemplo, é criado primeiro o esquema de circuitos com a respectiva ferramenta, que inclui uma interface para os configuradores de produtos de componentes eletrônicos.

A partir do esquema de circuitos deriva uma régua de terminais fabricada que tem se ser disponibilizada para o planejamento da estrutura de montagem. A estrutura de montagem age por sua vez como a base para o conceito de cabeamento. Interfaces para essas cadeias de engenharia já existem, mas normalmente apenas de uma direção. Mesmo pequenas mudanças necessitam de trabalho posterior. Se as interfaces não existirem, os dados do projeto têm frequentemente de ser convertidos ou até mesmo transferidos manualmente. No caminho através das diversas ferramentas de engenharia também se podem perder dados.

Solução

Um formato de dados para todas as ferramentas de engenharia  

Um formato de dados para todas as ferramentas de engenharia

Com AutomationML foi criado um formato de troca baseado em XML para dados de engenharia, que combina diferentes formatos de dados. Com base em uma descrição precisa do produto, os sistemas técnicos inteligentes pode identificar automaticamente as estações de fabricação que são necessários para a produção do artigo.

O princípio da AutomationML é que todas as ferramentas de engenharia trabalham com os mesmos arquivos. Cada ferramenta lê e grava apenas na parte que é relevante para ela mesma. Para garantir que todas as ferramentas têm um entendimento comum dos aspetos descritos nos arquivos a AutomationML contém as chamadas bibliotecas de classes de funções. Todos os objetos no formato de troca de dados devem indicar uma classe de função, para que a importância desse objeto seja clara para todas as ferramentas de engenharia.

É aqui que a eCl@ss entra no jogo. O padrão internacional de desempenho e de dados de produtos para vários setores, é usado para classificar e descrever de forma clara produtos e serviços. Ele cobre com as suas 39.000 classes de produtos e 16.000 características uma grande parte de bens e serviços comercializados. As estruturas necessárias para a representação dos dados nas ferramentas ECAD são definidas independentes do sistema.

Ao usar eCl@ss, para além dos dados originais específicos de CAE do artigo, também podem ser definidas, entre outras, as informações de cabeamento necessárias para o encaminhamento automático de fios no quadro de comando. Por isso, os fabricantes de dispositivos já não precisam de suportar muitos formatos de troca diferentes, para poder apresentar seus dados nos respectivos formatos de destino dos usuários.

Resumo

Uma engenharia universal é a chave para o desenvolvimento eficiente de produtos. Isso requer uma combinação de ferramentas de engenharia que podem trabalhar juntas através de interfaces, formatos e fontes de dados comuns. Através do uso e combinação de tais formatos padronizados, como AutomationML e eCl@ss, é possível aplicar o resultado da engenharia universal – a descrição digital do produto – mesmo na fabricação.

PHOENIX CONTACT
Ind. Com. Ltda.

Rua Francisco Corazza, 20 a 100
Pq. Residencial da Lapa
São Paulo/SP CEP: 05038-130
CNPJ 68.404.912/0001-62
(11) 3871-6400 (PABX)