Industrie 4.0 – Glossário

Industrie 4.0 – Glossário

O mundo da Industrie 4.0 também é composto por muitos termos técnicos. Aqui explicamos os mais importantes.

Conceitos Industrie 4.0 explicados de forma fácil

Em torno dos temas da Industrie 4.0 e da Internet of Things surgem termos técnicos, cuja definição é importante para a compreensão de assuntos complexos. Em seguida, são explicados de forma curta e simples os mais frequentes.

Modelo para interligar entre si dados virtuais e reais pelo computador. O usuário obtém informações adicionais como, por exemplo, dados de planejamento que podem ser comparados com o produto real.

Combinação de elementos de um modelo construído sobre princípios e regras com o objetivo de sua construção, aperfeiçoamento e utilização.

Um componente da Industrie 4.0 é um participante identificável de forma inequívoca em todo o mundo, com capacidade de comunicação, composto por shell de gerenciamento e pelo objeto físico (Asset).

Automation Markup Language é um formato de troca de dados baseado em XML. AutomationML™ está disponível como padrão aberto e gratuito. Disponibiliza muitas opções para obter continuidade na programação, operação e troca de dados das ferramentas digitais.

Grandes quantidades de dados, p. ex. dados do cliente, dados da máquina, dados de energia etc., cuja avaliação inteligente promete serviços orientados para o usuário, como por exemplo, a criação de perfis de clientes individuais ou uma otimização de produção permanente e uma manutenção proativa. Com base nisto podem ser gerados novos modelos comerciais.

Sistema composto por componentes inteligentes de tecnologia da informação (virtuais), mecânicos e eletrônicos (físicos) que comunicam através de uma infraestrutura (p. ex. a Internet). Aqui liga o mundo real ao virtual.

Sistema ciber-físico que é utilizado na produção.

Âmbito de funções limitado que é disponibilizado através de interfaces por uma entidade ou organização.

Da utilização de tecnologias e técnicas digitais surgem grandes alterações em nossa vida diária, da economia e de toda a sociedade. O conceito surge frequentemente, quando as empresas utilizam tecnologias digitais e alteram condições organizacionais e econômicas ou surgem novos produtos e serviços. Nesse caso, se distingue entre criação de serviços, oferta de serviços e interação com clientes.

Os valores analógicos são convertidos, comunicados de forma digital e processados em formatos digitais.

Se as alterações da transformação digital ocorrerem de forma repentina, é frequentemente utilizado o conceito de Disruption. Enquanto uma inovação aperfeiçoa o mercado, a inovação disruptiva designa uma restruturação completa até a extinção dos modelos comerciais existentes.

Padrão de dados do produto que abrange todos os setores para a classificação e descrição inequívoca de produtos e serviços. Para além das aplicações em aquisição, controle e distribuição, a partir da Release 10.0, o eCl@ss é indicado também para a utilização para o gerenciamento de dados de processo e engenharia em toda a empresa.

Objeto identificável de forma inequívoca que é gerido no mundo da informação devido a seu significado.

Aplicação ou uma variedade de sistemas de software de aplicação ou TI comunicantes entre si que são utilizados para suporte do planejamento de recursos em toda a empresa.

Rede de coisas (objetos, máquinas e instalações) e, eventualmente, pessoas. Nestas redes, cada componente conhece seu lugar, sua função e suas necessidades. Na comunicação com outros componentes, a rede disponibiliza suas funções e, em contrapartida, reclama suas necessidades. O objetivo é a solução autônoma de tarefas.

Internet das coisas relativa a aplicações industriais.

Ideias, algoritmos, modelos, bem como a totalidade das representações dos objetos e pessoas reais em ambiente virtual.

Para a observação do ciclo de vida de um componente Industrie 4.0 se distingue entre tipo e instância.

Com base no tipo são gerados produtos em série. Cada produto produzido representa então uma instância desse tipo e recebe uma atribuição inequívoca, p. ex. número de série. Para o cliente, os produtos são primeiro apenas tipos. Passam a instância quando são montados em uma instalação concreta.

Designação para o projeto de futuro do governo federal. Industrie 4.0 mostra soluções sobre como se podem otimizar processos de produção complexos com novas tecnologias. A produção industrial e TI crescem juntas sempre cada vez mais.  O objetivo hierarquicamente superior é fixar e desenvolver a posição de topo da Alemanha a nível internacional na indústria de produção.

O componente da Industrie 4.0 é um modelo que descreve com maior precisão características de sistemas ciber-físicos. Os componentes de hardware e software na produção são compatíveis com Industrie 4.0, uma vez que cumprem essas características. Podem ser sistemas de produção, máquinas ou componentes de quadro de comando.

Ao longo de seu ciclo de vida, desde o desenvolvimento até a eliminação, os componentes Industrie 4.0 reúnem todos os dados relevantes em um depósito eletrônico protegido do shell de gerenciamento. Estes dados estão disponíveis para todas as empresas envolvidas no processo de criação de valor.

Juntamente com o RAMI 4.0, os componentes Industrie 4.0 funcionam como base para o desenvolvimento de produtos futuros e modelos comerciais no âmbito da Industrie 4.0.

Sistema de componentes e módulos da Industrie 4.0 com menor capacidade de comunicação e identificação, que serve um determinado propósito, apresenta características definidas e suporta serviços e estados padronizados.

Sistemas de programação que não executam apenas algoritmos predefinidos. Assim, o método de Deep Learning dos sistemas de computador consiste em ensinar a detectar padrões em informações. O computador classifica-os e decide autonomamente que significado têm esses dados no contexto.

Através da inteligência artificial podem ser avaliadas de forma útil as grandes quantidades de dados, p. ex. da Internet das coisas.

Abstração coerente, suficientemente detalhada de aspetos em uma área de aplicação.

A OPC Unified Architecture (UA) lançada em 2008 é uma arquitetura orientada para o serviço independente de plataforma, que integra todas as funcionalidades das especificações OPC Classic individuais em Framework ampliável. OPC UA é um protocolo de comunicação industrial para a transmissão de dados entre máquinas. Dá a possibilidade de transportar dados de máquina como variáveis reguladas ou valores de medição e descrever de forma legível por máquina.

Com o projeto openAAS deve ser estabelecida uma ponte entre o trabalho conceptual da ZVEI em modelos de arquitetura (RAMI 4.0, componentes da Industrie 4.0) e a implementação prática da Industrie 4.0 nos departamentos de desenvolvimento da empresa.

O RAMI 4.0 reúne todos os elementos essenciais da Industrie 4.0 em um modelo de camada tridimensional, onde podem ser classificados produtos ou sistemas. Se possibilita a mudança gradual do mundo atual para o mundo da Industrie 4.0.

Com base nos três eixos "Hierarchy Levels", "Lifecycle & Value Stream" e "Layers" surge um mapa 3D para soluções Industrie 4.0.

Juntamente com os componentes Industrie 4.0, o RAMI 4.0 funciona como base para o desenvolvimento de produtos futuros e modelos comerciais no âmbito da Industrie 4.0.

Modelo para uma descrição de arquitetura, que é comumente utilizado e reconhecido como adequado. São combinados os elementos de um modelo construído sobre princípios e regras.

Modelo, comumente utilizado e reconhecido como adequado (com caráter de recomendação), para derivar em modelos específicos.

Este descreve uma produção eficiente e adaptável, que obtém uma criação de valor ideal em todos os momentos. As redes de criação de valor organizadas autonomamente podem ser otimizadas segundo diferentes critérios, por exemplo, no que diz respeito a custos, disponibilidade e consumo de recursos.

Para a observação do ciclo de vida de um componente Industrie 4.0 se distingue entre tipo e instância.

Com a primeira ideia de um produto, máquina ou instalação surge o tipo. Esse é liberado depois de concluídos os passos de desenvolvimento para a produção em série.

Representação virtual digital e ativa de um componente Industrie 4.0 no sistema Industrie 4.0. Todos os dados relevantes de um componente de hardware ou software dão sua imagem virtual que é memorizada no shell de gerenciamento.

A constante mudança do mundo da produção se manifesta nas três primeiras revoluções industriais: a máquina a vapor, a produção em massa baseada na divisão do trabalho e a automatização graças à tecnologia de comando. Atualmente, vivemos a quarta revolução industrial. Os mundos da TI e da produção se interligam em redes de criação de valor.

O usuário mergulha totalmente em um mundo virtual a 360°, normalmente através de óculos de realidade virtual. Em comparação com a AR, Augmented Reality, o usuário deixa de observar o ambiente real.

Referências

  • "Plataforma Industrie 4.0",
    http://www.plattform-i40.de/I40/Navigation/DE/Service/Glossar/glossar.html, 17 de julho de 2017
  • "<AutomationML/>", https://www.automationml.org/o.red.c/organisation.html, 17 de julho de 2017
  • "Conceitos", http://i40.iosb.fraunhofer.de/FA7.21%20Begriffe, 17 de julho de 2017"
  • "ecl@ss", https://www.eclass.eu/eclasscontent/standard/overview.html.de, 17 de julho de 2017
  • "O modelo de arquitetura de referência RAMI 4.0 e os componentes da Industrie 4.0",
    https://www.zvei.org/themen/industrie-40/das-referenzarchitekturmodell-rami-40-und-die-industrie-40-komponente/, 17 de julho de 2017
  • "Unified Architecture", https://opcfoundation.org/about/opc-technologies/opc-ua/, 17 de julho de 2017
  • "openAAS",
    http://www.openautomation.de/detailseite/openaas-erster-meilenstein-gesetzt.html, 26.9.2016
  • "Glossário", https://www.gruenderszene.de/lexikon/begriffe, 17 de julho de 2017

PHOENIX CONTACT
Ind. Com. Ltda.

Rua Francisco Corazza, 20 a 100
Pq. Residencial da Lapa
São Paulo/SP CEP: 05038-130
CNPJ 68.404.912/0001-62
(11) 3871-6400 (PABX)