Voltar para a visão geral

ABB Suécia: mais estabilidade de rede para clientes americanos

ABB Suécia: produtos para a transmissão de corrente

O grupo ABB opera em quase 100 países e emprega aprox. 130.000 colaboradores. Na Suécia, a ABB tem 8700 colaboradores e empresas em 35 locais diferentes.

Na Suécia, a ABB é líder no fornecimento de produtos e instalações para a transmissão de corrente, assim como para a automação de processos e automação industrial.

Västerås com quase 4500 colaboradores e Ludvika com aprox. 2400 são os maiores centros empresariais. Através de 10 centros de negócios, a ABB assegura a proximidade ao cliente, assim como o benefício para eles.

Aplicação

O termo FACTS (Flexible AC Transmission Systems) abrange uma série de tecnologias que aumentam a segurança, a capacidade e a flexibilidade de redes de transmissão de corrente elétrica. As soluções FACTS permitem aos operadores de rede um aumento das capacidades de transporte de rede, mantendo ou melhorando os parâmetros operacionais essenciais à estabilidade da rede. Com as soluções FACTS é possível transmitir mais energia através das redes de corrente elétrica existentes – tudo isso com efeitos mínimos no ambiente. Tempos de concretização do projeto bastante mais curtos e custos de investimento mais reduzidos convencem em comparação com a alternativa de construir novas linhas de transmissão ou centrais elétricas.

A ABB é líder de mercado mundial na área FACTS e oferece aos seus clientes internacionais um portfólio FACTS abrangente. Uma subárea de FACTS são as estações de compensadores Static Var, abreviado SVC, para o aumento da estabilidade da rede e da confiabilidade.

Solução

A ABB Suécia utiliza de modo diversificado as vantagens dos componentes da Phoenix Contact. Além das réguas de terminais CLIPLINE, são utilizadas fontes de alimentação QUINT POWER, switches LAN, PCs de painel e sistemas de encaixe na realização das aplicações FACTS.

Os sistemas FACTS da ABB são submetidos na recepção final a testes e verificações exaustivos. Para que eles possam ser realizados de modo flexível e com economia de tempo, a ABB utiliza terminais de isolamento em todos os circuitos.

Na realização de estações SVC para a American Electric Power, abreviado AEP, no Texas, EUA, a ABB teve contudo de considerar que somente nos circuitos de corrente de disparo são permitidas réguas de terminais com função de isolamento através de especificação pela AEP. Outra especificação da AEP é que o jumpeamento entre terminais não pode ser realizado através de pontes de cabos (usual nos EUA).

A solução simples: réguas de terminais UT 4-MT e UT 4-TG com conector de isolamento P-DI e conector de passagem P-FIX do programa CLIPLINE complete. Os circuitos de corrente de disparo são realizados pela ABB com terminais de isolamento de lâmina UT 4-MT. A construção dos restantes circuitos, nos quais são permitidos somente terminais de passagem, é realizada com terminais UT 4-TG e conectores de isolamento P-DI. Depois de concluído o teste de toda a aplicação SVC, os conectores de isolamento P-DI são substituídos pela ABB pelo conector de passagem P-FIX fixamente encaixado no ponto de isolamento do UT 4-TG.

Resumo

Para procedimentos de teste e verificações posteriores, é possível abrir os circuitos de corrente de disparo de forma definida através do ponto de isolamento de lâmina UT 4-MT. Através da substituição do P-DI pelo P-FIX, é possível realizar de modo rápido e seguro os terminais de passagem solicitados pelo cliente final AEP para circuitos que não são de corrente de disparo.

A caixa de ponte dupla da série UT permite o jumpeamento universal via ponta conectora. Assim, não são necessárias as pontes de cabos.

Outra vantagem são as superfícies de etiquetagem grandes das réguas de terminais e os acessórios de sistema universais do programa CLIPLINE complete.

PHOENIX CONTACT
Ind. Com. Ltda.

Rua Francisco Corazza, 20 a 100
Pq. Residencial da Lapa
São Paulo/SP CEP: 05038-130
(11) 3871-6400 (PABX)