Tecnologia RFID

Tecnologia RFID

Registro e leitura sem contato visual nem tátil

Potente tecnologia RFID da Phoenix Contact.

Suas vantagens

  • Registro de dados em tempo real sem contato visual nem tátil
  • Detecção simultânea de diversos transponders (leitura em bloco)
  • Resistente à sujidade e a danos superficiais
  • Possibilidade de gravação e modificação de dados

Tecnologia

RFID é a sigla para Radio-Frequency Identification e significa a possibilidade de identificação de objetos se contato visual nem tátil. Um sistema RFID é composto pelo transponder e pela unidade de leitura ou leitura/escrita. Existem inúmeros sistemas RFID diferentes no mercado. Porém, todos têm três características comuns:

  • Identificação inequívoca de componentes ou objetos
  • Identificação sem contato e sem fio do componente ou objeto identificado
  • O componente ou objeto identificado somente envia seus dados se isso for solicitado pela unidade de leitura ou leitura/escrita

Daqui resultam funções básicas que qualquer sistema RFID deve cumprir. Dependendo do campo de aplicação, os sistemas RFID podem ter várias outras funções.

  • Identificar o transponder
  • Ler os dados do transponder
  • Gerenciar vários transponders em simultâneo
  • Detecção de erros para uma operação segura

Tipos de sistemas RFID

  • Sistemas Read-only: unidade de leitura e transponders, que só têm registrado um número de ID inicial. Para atribuir outros dados a esses transponders RFID é necessária uma associação do número de ID com as informações correspondentes no banco de dados.
  • Sistemas read/write: unidade de leitura/escrita e transponders, que contêm uma memória própria. A implementação da memória interna dos transponders é feita de formas diferentes. A unidade de leitura/escrita lê essa memória e também pode reescrever nela.
Princípio de funcionamento RFID

Princípio de funcionamento RFID

Faixas de frequência de diversos processos

O meio de transporte para o intercâmbio de dados entre os transponders e a unidade de leitura ou leitura/escrita são ondas radioelétricas. Nos sistemas RFID são usadas diversas faixas de frequência.

 Baixa frequência (LF)Alta frequência (HF)Frequência ultra-alta (UHF)Frequência de micro-onda (SHF)
Frequência30 - 500 kHz13,56 MHz850 ou 950 MHz2,45 ou 5,8 GHz
Alcanceaté 1,2 m0,01 - 0,3 m2,5 maté 300 m
Velocidade de leituralentaconforme a norma ISOrápidamuito rápida
(transponder ativo)
Transponders típicosSmart Label,
Transponders em invólucros de plástico,
Transponders em cartão
Smart LabelSmart LabelTransponders de grande dimensão

Transponder

Existem dois tipos essenciais de transponders RFID: os transponder ativos têm um fornecimento de energia próprio. Eles só são ativados se uma unidade de leitura ou leitura/escrita enviar comandos dentro o alcance do transponder.

Os transponders passivos são alimentados com energia pela unidade de leitura ou leitura/escrita. Esse fornecimento de energia pode ocorrer através de um acoplamento indutivo ou através do processo de retrodifusão. No caso do acoplamento indutivo, o campo eletromagnético da unidade de leitura ou leitura/escrita induz uma tensão na antena do transponder. A retificação dessa tensão ocorre no segundo passo.

Os sistemas com grandes alcances frequentemente usam o processo de retrodifusão. Para isso, tanto o transponder como a unidade de leitura ou leitura/escrita necessitam de uma antena dipolo com comportamento de ressonância para a frequência específica do sistema RFID. Quando a antena da unidade de leitura ou leitura/escrita emite uma potência de transmissão, ela é disponibilizada na antena do transponder como tensão de alta frequência. Através de uma retificação, o transponder usa essa frequência como fonte de alimentação.

Os transponders para a identificação industrial também têm variados formatos, p. ex.:

  • Smart Labels são etiquetas de identificação que são aplicadas principalmente em películas de plástico ou papéis
  • Os transponders em invólucros de plástico são usados em aplicações robustas com altas exigências em termos de resistência à umidade
  • Os transponders em cartão são envolvidos em plástico, p. ex. em formato de cartão bancário

Princípio de funcionamento da transmissão de dados

Os elementos de acoplamento, como bobinas e antenas nos transponders e na unidade de leitura ou leitura/escrita possibilitam uma transmissão dos dados entre ambos os componentes.

A unidade de leitura ou leitura/escrita gera um campo alternado eletromagnético de alta frequência. Se um transponder se encontrar dentro desse campo, é possível estabelecer comunicação. A indução gera uma tensão na bobina do transponder. Desta forma, o sistema eletrônico do transponder gera um outro sinal, que é reenviado como resposta à unidade de leitura ou leitura/escrita.

Para a transmissão de dados entre o transponder e a unidade de leitura ou leitura/escrita se distingue entre diversos modos de operação.

ProcessoTransmissão de energiaTransmissão de dados
Processo full duplex (FDX)contínuoLigação ascendente e descendente simultânea dos dados
Processo half duplex (HDX)contínuoLigação ascendente e descendente sequencial dos dados
Processo sequencialsequencialLigação ascendente e descendente sequencial dos dados

Ir para os produtos

Gostaria de saber mais sobre esses produtos? Então clique no botão seguinte.

PHOENIX CONTACT
Ind. Com. Ltda.

Av. das Nações Unidas, 11.541,
19º andar - Brooklin Paulista
04578-000 - São Paulo/SP - Brasil
CNPJ 68.404.912/0001-62
(11) 3871-6400 (PABX)